Nascente

FICÇÃO | 16MIN | 35MM | COR | 2005

A vida flui e se renova como a água, o destino torna-se nascente.

Segundo Cláudia Mesquita, no livro Os nossos silêncios: sobre alguns filmes da Teia, Nascente Nascente realiza o irrealizável: navegar pela bacia do São Francisco, de um pequeno curso (o rio Arrudas, afluente do rio das Velhas, em Belo Horizonte), até a foz, em Piaçabuçu, Alagoas. O conteúdo de denúncia e de protesto (e mesmo de utopia) trazido pelo curta é tácito, subterrâneo; ele silencia informações (não há sequer referência explícita aos rios e localidades apresentados nas imagens, ao longo dos pequenos trechos onde a canoa navega) e propõe, antes, uma intervenção poética, um percurso só possível na montagem”.


direção: Helvécio Marins Jr.
argumento original:
 Tavinho Moura
diretora assistente: Clarissa Campolina
direção de produção: Deile Vassalo | Stella Paiva
produção executiva: Márcia Valadares | Débora Mattos
produtores associados: Camila Groch | Keyla Pitanga | Ricardo Mehedff
direção de fotografia: Rodrigo Toledo
montagem: Karen Harley | Clarissa Campolina
som direto: Leonardo Gomes
edição de som e mixagem: O Grivo
cenografia e figurino: Júlia Panadés
assistente de câmera: Alexandre Samor
barqueiro: Pedro Melo
motorista: Peninha
projeto gráfico: Hardy Design
ilustração: Veveco Hardy
site e créditos: Osso Design


Clique AQUI para voltar ao programa ÁGUAS DE TODO CHICO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *