Tinga das Gerais: rio, sertão, alma, tambores

Tinga é ator, cantor, compositor e poeta. Tinga é água, alma, ser-tão. Tem rio que corre nas veias e palavras que navegam profundo na gente. Após o rompimento da barragem da Vale, que atingiu comunidades de Brumadinho a Três Marias, há 21 meses, uma dessas veias de Tinga se rompeu. “A água que passava límpida e soberana, [agora] passa triste…”. Em conversa com o Guaicuy, mestre Tinga conta como o desastre da Vale afetou renda, cultura e turismo na região e diz que outros “rompimentos” seguem ocorrendo desde o colapso da barragem.
Tinga faz um chamado para que todos nós, guerreiras e guerreiros das águas, sigamos lutando e remando contra as correntezas, pelo reencontro com as nossas naturezas. Por uma vida digna e justa para todas as pessoas, em harmonia com o ambiente; pela reparação integral dos prejuízos de quem teve a vida alterada pelo desastre.

Ficha Técnica
Personagem: Tinga das Gerais
Entrevista e edição: Daniela Paoliello, Fernanda Brescia, Léo Souza
Produção: Instituto Guaicuy
Equipe de Comunicação do Instituto Guaicuy: Daniela Paoliello, Fernanda Brescia, Léo Souza, Camila Bastos, Júlia,Rohden, Alejandra Rodriguez, Natália Ferraz, Laura Garcia, Ennio Rodrigues, Bernardo Vaz

One Reply to “Tinga das Gerais: rio, sertão, alma, tambores”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *