Pescando Liberdade (2016)

www.youtube.com Compartilhe

“Pescando Liberdade”, pelas barrancas do Velho Chico, de Manga a Três Marias, no mítico norte de Minas Gerais, retrata a vida e a luta das comunidades pesqueiras, ribeirinhas e quilombolas em defesa do rio São Francisco. Acuado pela secular pecuária extensiva, pelas barragens, indústrias e perímetros irrigados sob controle de grandes empresas multinacionais, o Opará (rio-mar) para os povos indígenas, agoniza. Peixes desaparecem, lagoas marginais secam, pessoas são expulsas, mas um fio de esperança se mantém com quem continua resistindo e respeitando os ciclos do rio. Essa batalha está longe do fim, os pescadores e pescadoras artesanais não fazem parte de um passado, mas antes de tudo, são agentes do presente e que se movimentam em prol da sobrevivência do seus modos de vida tradicionais diante do avanço capitalista sobre a terra e as águas, cerrados e caatingas banhados pelo grande rio.

+ SIGA O BEIRAS NO INSTAGRAM e acompanhe as indicações de filmes e coleções enviadas semanalmente.


Ficha
  • Autoria: Caio Formiga
  • Entidade: Movimento de Pescadores e Pescadoras Artesanais; Associação de Advogados de Trabalhadores Rurais no Estado da Bahia (AATR); Conselho Pastoral dos Pescadores (CPP);
  • Tipo de Entidade: Movimento Social
  • Ano: 2016
  • Duração: 31 minutos

Localização
  • Comunidade(s): Aldeia Morro Vermelho, no território Xakriabá (MG); Caraíbas (MG); Ilha do Boi (MG); Barra de Guaicuí (MG) Sangradouro Grande (MG); Croatá;
  • Cidade(s): Jaíba; Itacarambi; Pedras de Maria da Cruz; Januária; Várzea da Palma; Buritizeiro; Manga; Três Marias
  • Sub-bacia(s): Carinhanha, Pandeiros / Pardo / Mangaí, Rio Verde Grande
  • Estado: MG
  • Bioma: Cerrado, Mata Atlântica


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *