O Elefante Branco

vimeo.com Compartilhe

Situado no semiárido do Nordeste brasileiro, o rio São Francisco tem sido objeto de intensa exploração desde os anos 60, principalmente para geração energética, gerando assim a sistemática violação dos direitos étnicos e territoriais dos povos indígenas. A violência exercida pelas grandes obras atinge, entre outros, os aspetos culturais e espirituais dos povos indígenas, tendo grande impacto no patrimônio imaterial, tema ainda silenciado e omisso. Ainda hoje, um grande contingente populacional é vítima das grandes obras e do descaso governamental que sempre caracterizou a região. Os povos tradicionais estão resistindo ao projeto de transposição e de novas barragens, continuam denunciando a realidade da bacia e defendendo o Velho Chico, “pai e mãe das nações indígenas”.

+ SIGA O BEIRAS NO INSTAGRAM e acompanhe as indicações de filmes e coleções enviadas semanalmente.


Ficha
  • Autoria: Manuela Schillaci, Martina Feliciotti, Lorenzo Grimaldi; João Zinclar, Carmelo Fioraso, Marco François
  • Entidade: Conselho Indigenista Missionário (Regional Nordeste) - CIMI-NE
  • Tipo de Entidade: Movimento Social
  • Ano: 2012
  • Duração: 30 minutos

Localização

Povos e Comunidades Tradicionais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *