O Boi foi beber água até chegar no São Francisco

O boi da mata reencontra, depois de uma década de aventuras, 3 mestras da tradição do boi, as verdadeiras fontes das águas que o boi já bebeu. Da primeira vez que encontramos com essas senhoras foi para aprender a falar o sotaque, caminhar nas trilhas de boi, de preferência de pé no chão, aprender o que meu pai, boiadeiro velho, deixou nas entrelinhas de seus cantos pra gente decifrar.

Com:
Isabel Casimira – Guarda de Congo e Moçambique Treze de maio de Nossa Senhora do Rosário | Belo Horizonte, MG
Maria do Batuque – Boi de Reis – São Romão, MG
Divina Siqueira – Quilombo do Matro do Tição – Jaboticatubas, MG

Realização:
Irmandade dos Atores da Pândega
Filmes de Quintal
Associação Cultural Mestre João

Imagens, som e edição:
Bernard Machado
Bruno Alves
Carolina Canguçu
Francys Raphael
Gercino Alves
Kerstin Cunha
Matheus Diniz
Terezina Neves

Coordenação:
Gercino Alves

Professores:
Caroloina Canguçu
Bernard Machado

Finalização de som:
Hugo Silveira

Projeto contemplado no Edital de Microprojetos Rio São Francisco

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *